Arena

Baixada, 100 anos: Título de 70 e o “milagre” de Ziquita

Na década de 70, o título de campeão paranaense, enfim, voltou para Baixada. Em 1970, a conquista, de forma muito "suada", teve a participação especial da Baixada.

O Furacão iniciou o torneio com três derrotas seguidas e só conseguiu a primeira vitória na quarta rodada, sobre o Cianorte. Ao todo, o Estadual contou com 36 jogos. Porém, é a quinta rodada da primeira fase que ficou marcada na história do Atlético e do estádio Joaquim Américo.

A partida não poderia ser outra, um clássico Atletiba. O rival era considerado favorito. O então presidente Passerino Moura decretou que o jogo seria na Baixada. Decisão que deixou parte da imprensa esportiva indignada, pois eles achavam que o estádio atleticano não teria o conforto necessário para a transmissão do confronto.

Mesmo com críticas, o jogo aconteceu na Baixada lotada, com 14,675 torcedores, que apoiaram e vibraram na vitória por 1 a 0. Foi a partir deste momento que o time engrenou rumo ao título, que teve o atacante Sicupira como artilheiro e foi a última conquista do campeão mundial Djalma Santos.

 

Ziquita

Um dos momentos mais célebres da Baixada aconteceu em novembro de 1978. Inesquecível para os rubro-negros presentes e também para os apaixonados pelo Atlético Paranaense.

Era 5 de novembro de 1978. O Furacão enfrentava o Colorado para 8.276 pagantes, número que se torna muito maior pelos inúmeros torcedores que juram ter presenciado o jogo.

O Atlético perdia em casa por 4 a 0. Faltando pouco mais de 15 minutos para o término, brilhou a estrela de Ziquita. Angelical ou endiabrado para alguns, o atacante marcou quatro gols em 12 minutos e empatou a partida. No último lance do jogo, o travessão salvou o que seria a virada atleticana e o quinto gol de Ziquita.

Relembre os gols de Ziquita aqui: https://www.youtube.com/watch?v=dX_m0YmfMQk