CAP 0
1º T
0'
5 0 PAL
Brasileirão 2019
Rodada 27
Sócio Furacão

CAT deu show de inclusão e acessibilidade em mais um tour dos Sócios Furacão

Créditos: Cahuê Miranda/Site Oficial

Este sábado (20) foi mais um dia de visita dos Sócios Furacão ao CAT Alfredo Gottardi. No 21º tour de 2019, o complexo do Athletico Paranaense superou a marca de 1.500 visitantes no ano e também foi exemplo de inclusão e acessibilidade.

O passeio pelos 220 mil metros quadrados do CAT do Caju contou com a presença de um cadeirante, Joaquim Pacheco, e um casal de pessoas com nanismo, Cesar e Juliana Sokolovski. Junto ao grupo de 38 visitantes, eles puderam conhecer em detalhes a melhor infraestrutura do futebol brasileiro.

O segundo vice-presidente do Conselho Administrativo, Marcio Lara, recebeu os Sócios Furacão no auditório principal do CAT e fez uma apresentação sobre a história e os projetos do Clube. Depois, o tour passou pelos campos de treinamento, miniestádio, lago, ginásio, academia, hotéis e sala de troféus.

Os visitantes ainda puderam acompanhar parte do jogo entre Athletico Paranaense e Iraty, pelo Campeonato Paranaense Sub-19, que terminou com a vitória do Furacão por 3 a 0.

“Foi muito bacana. A estrutura muito boa. Fui na final de 2001 e depois sempre acompanhei o Athletico. No ano passado, eu me associei e vale muito a pena. Sempre tem jogos bons e vários benefícios, como desconto na loja e ter a chance de conhecer o CAT, que é maravilhoso”, disse Cesar Sokolovski.

Esposa de Cesar, Juliana Sokolovski também aprovou o passeio. “A estrutura é muito boa. Chama a atenção a dedicação que o Athletico tem com os jogadores da Formação que moram aqui, que contam com uma equipe multidisciplinar com psicólogos, assistente social, acompanhamento na escola… O Clube está de parabéns”, destacou.

Joaquim Pacheco, o Juca, também ficou impressionado com o que viu CAT. “É fantástico ver toda essa infraestrutura incrível. Gostei muito de ver a apresentação com toda a história do Athletico, as conquistas, a fase crítica, toda evolução que teve até hoje e o planejamento para no futuro ser um dos melhores do mundo”, afirmou.

Cadeirante desde 1990, quando sofreu um acidente de moto, Juca elogiou a acessibilidade do CAT e também do estádio do Furacão. “Estive em vários estádios do Brasil. O único que está preparado para receber pessoas com deficiência é o do Athletico Paranaense. E para minha surpresa, o CAT também está completamente adaptado. Quem tiver interesse em conhecer e vier de cadeira de rodas pode ficar tranquilo que é perfeito”, ressaltou.

O tour no CAT Alfredo Gottardi é realizado sempre aos sábados, com Sócios convidados pelo Clube. O passeio é guiado. Os grupos partem de ônibus do Espaço Sócio Furacão, no Estádio Joaquim Américo.

Fotos: Cahuê Miranda/Site Oficial

Comentários