Time

Copa do Brasil é o quarto título nacional do Furacão; Relembre!

Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

A noite histórica no Beira-Rio assegurou ao Athletico Paranaense a conquista de seu quarto título nacional. A Copa do Brasil se junta à Série B do Campeonato Brasileiro [1995], à Seletiva da Libertadores [1999] e ao Campeonato Brasileiro [2001].

Além das quatro taças nacionais, na galeria de troféus do Furacão também se destacam duas conquistas internacionais [Conmebol Sul-Americana 2018 e Levain Cup 2019] e 25 campeonatos paranaenses.

Relembre as outras conquistas nacionais do Furacão:

Brasileiro Série B 1995

Um título conquistado de forma arrebatadora, marcando o início da reviravolta rubro-negra. Após uma grande campanha nas primeiras fases, o Rubro-Negro chegou ao quadrangular final contra Coritiba (PR), Central (PE) e Mogi Mirim (SP). O acesso foi conquistado com uma vitória fora de casa: 1 a 0 sobre o Mogi. Já o título foi assegurado na última rodada, com goleada de 4 a 1 sobre o Central. Foi o último troféu conquistado na velha Baixada. Oséas foi o artilheiro da competição, com 14 gols.

Campanha:
28 jogos: 20 vitórias, 5 empates, 3 derrotas. 47 gols pró e 20 gols contra.

Elenco:
Ricardo Pinto, Neto, Luiz Eduardo, Jean, Ronaldo, Alex Lopes, Leomar, Matosas, João Antônio, Oséas, Paulo Rink, Flávio, Bira, Ricardo, Júlio César, Valdo, Ivan, Borçato, Everaldo, Emerson, Biro, Toninho, Alex Santana, Washington, Tico, Helinho, Cute. Técnico: Pepe.

Seletiva da Libertadores 1999

A primeira participação do Furacão na Libertadores foi conquistada em um mata-mata de respeito, pela equipe que ficou famosa pelo “quadrado mágico” formado por Adriano, Kelly, Lucas e Kléber. Para chegar ao título, o Rubro-Negro eliminou Portuguesa, Coritiba, Internacional e São Paulo, antes de chegar à decisão contra o Cruzeiro. Na grande final, uma vitória por 3 a 0 no Caldeirão deixou o título encaminhado. No jogo de volta, no Mineirão, o placar de 2 a 1 para o time da casa garantiu a conquista.

Campanha:
10 jogos: 5 vitórias, 1 empate, 4 derrotas. 20 gols pró e 14 gols contra.

Elenco:
Flávio, Alberto, Reginaldo, Gustavo, Luizinho Netto, Clóvis, Axel, Adriano, Kelly, Lucas, Kléber, Cocito, Kleberson, Sandoval, Clóvis Cruz, Vanin, Jorginho, Fabiano, Marcelinho, Marcos Vinícius, Marcão, Paulo Diniz. Técnico: Vadão

Campeonato Brasileiro 2001

A grande conquista rubro-negra veio com uma campanha incontestável. Após se classificar entre os melhores na primeira fase, o Rubro-Negro eliminou São Paulo e Fluminense no mata-mata e chegou à decisão contra o São Caetano. O time paulista disputava sua segunda final consecutiva no Brasileiro. Mas não resistiu à força do Caldeirão e à inspiração do atacante Alex Mineiro. No primeiro jogo, um inesquecível e eterno 4 a 2 para o Athletico. Na volta, nova vitória de 1 a 0, na casa do adversário. O Furacão era o melhor time do Brasil!

Campanha:
31 jogos: 19 vitórias, 6 empates, 6 derrotas. 68 gols pró e 45 gols contra

Elenco:
Flávio, Alessandro, Gustavo, Nem, Rogério Corrêa, Fabiano, Cocito, Kleberson, Adriano, Kléber, Alex Mineiro, Souza, Ilan, Emerson, Igor, Daniel, Erandir, Pires, Rodriguinho, Ivan, Adauto, Rogério Souza, Geraldo, Dagoberto, Douglas Silva, Bruno Reis, Leonardo, Rodrigão, Altair. Técnico: Geninho.

Comentários

JOSE DA SILVA LIMA NETO
1 mês

Excluir
Parabéns!!!!! meu FURACÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

NORBERTO FERRETTI JR
1 mês

Excluir
Jonantan de camisa invertida, por quê? Para aparecer seu nome (sem jogar) ou invés do patrocinador. Totalmente sem noção