Clube

Mario Celso Petraglia esclarece informações referentes aos exames antidoping

Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

O presidente do Conselho Deliberativo do Athletico Paranaense, Mario Celso Petraglia, concedeu entrevista coletiva na tarde da última segunda-feira (13), no Estádio Joaquim Américo. Ele esclareceu as informações referentes aos exames antidoping, que envolveram dois atletas.

O Clube recebeu, no dia 3 de maio [sexta-feira], a notificação da Conmebol de que o atleta Thiago Heleno havia ingerido um suplemento proibido, denominado “higenamine”, e que o mesmo foi detectado no exame antidoping em uma partida da Conmebol Libertadores.

Depois de recebido o comunicado, o Clube abriu uma sindicância interna e foi verificado que o volante Camacho também utilizou a substância sob orientação de profissionais do Clube. Camacho participou de exames antidoping, mas os resultados desses exames na Conmebol Libertadores e no Campeonato Brasileiro ainda não foram divulgados. Ainda assim, o Clube enviou às instituições responsáveis a informação de que Camacho utilizou o suplemento, assumindo previamente a culpa sobre um possível teste positivo. Nenhum outro atleta do elenco ingeriu o suplemento.

“Fomos surpreendidos por uma falha interna, de profissionais do Clube. Abrimos uma sindicância, um processo administrativo interno, para esclarecer todas as informações do ocorrido. Não chegamos ainda a uma conclusão, uma posição objetiva das falhas que existiram durante o processo”, destacou Mario Celso Petraglia.

O presidente do Conselho Deliberativo afirmou que os atletas são vítimas e que o Clube assumirá a responsabilidade.

“A instituição assume a culpa e a responsabilidade da ocorrência. Buscaremos, de todas as formas e maneiras, a isenção dos atletas. Eles foram vítimas, absolutamente”, disse. “Que isentem os atletas e não se perdoe quem tem culpa. O Clube vai pagar pelo erro que cometeu. Temos que ser maduros, sabendo que essas coisas acontecem. Houve falha e vamos ter que conviver com isso”, complementou.

De acordo com Mario Celso Petraglia, não há a possibilidade do Athletico Paranaense ser punido nas competições. “Nenhuma possibilidade. Felizmente, principalmente pela torcida, que não poderia pagar esse preço por falhas internas”, concluiu.

 

Comentários

Edivaldo Dantas De Medeiros
19 horas

Excluir
Torcida athleticana, todo apoio e solidariedade aos atletas prejudicados por este evento tão ruim em sua vidas nesse momento! Eles merecem o nosso respeito e admiração!

Eduardo Alves Bonfim
1 semana

Excluir
MCP obrigado pelos esclarecimentos, e gazeta do povo respeite o momento e cale-se.