Clube

Menino de oito anos que se recuperou de grave acidente viveu noite de sonho no Caldeirão

Créditos: Cahuê Miranda/Site Oficial

O gramado do Joaquim Américo foi palco do desfecho de uma história de renascimento e superação antes do jogo entre Athletico e Flamengo, na noite de quarta-feira (10). O menino João Pedro Aragão, de oito anos, foi o convidado especial do Rubro-Negro, entrou em campo com os alunos da Escola de Futebol Furacão e assistiu à partida no Setor VVIP do estádio athleticano.

João Pedro é aluno da Escola de Futebol Furacão de Campo Grande, no Rio de Janeiro, e venceu uma batalha para poder estar no Caldeirão nesta noite. Vítima de um grave acidente em dezembro de 2018, ele esteve em coma por 30 dias e passou por várias cirurgias, mas conseguiu se recuperar, contando com o apoio do Athletico.

“Após o acidente, fomos levados para hospitais diferentes e fiquei 51 dias longe do meu filho. Ele ficou em coma induzido por mais de 30 dias e acordou superbem, dizendo que não ia morrer. E está vivo até hoje, por um milagre de Deus. Hoje já está liberado e já voltou a jogar futebol”, contou a mãe de João Pedro, Shaine Aragão.

Além de Shaine, João Pedro esteve acompanhado do pai, Diego Aragão, e do professor Leandro Vitória, sede do Athletico em Campo Grande. Foi através de Leandro que João encontrou o apoio do Clube para sua recuperação, através de vídeos de incentivo gravados pelos jogadores athleticanos, que foram entregues ao garoto logo após ele despertar do coma.

“Passamos por um momento muito difícil. Hoje [quarta-feira], ver ele aqui tão feliz foi emocionante. Acho que ele nunca imaginaria estar aqui acompanhando essa rotina dos jogadores, a sensação de entrar em campo… É muita felicidade. Agora, ele vai retomar a vida dele, sem sequela nenhuma. Já voltou a treinar e está retomando o ritmo aos poucos”, disse Leandro.

Para o pai de João Pedro, a noite ficará sempre na memória do garoto. “O Athletico Paranaense nos proporcionou um momento inesquecível para a nossa família. Jamais vamos esquecer o apoio que recebemos, que foi muito importante para a recuperação dele”, ressaltou Diego.

João Pedro sonha agora em entrar novamente no campo do Caldeirão, mas como jogador rubro-negro. “Foi muito maneiro, mas entrar em campo para jogar vai ser muito mais legal”, disse.

Créditos: Cahuê Miranda/Site Oficial

Comentários

Edivaldo Dantas De Medeiros
4 dias

Excluir
É impagável ver o sorriso e a felicidade no rosto de uma criança, principalmente com histórias como essa do João Pedro, torcemos para que ele continue na Escolinha do Furacão e seja mais um futuro craque athleticano!