Time

Wellington confia no poder do Athletico dentro de casa para buscar virada na Copa do Brasil

Créditos: Miguel Locatelli/Site Oficial

O volante Wellington comentou, em entrevista coletiva, a primeira partida da semifinal da Copa do Brasil, entre Athletico Paranaense e Grêmio. O jogo em Porto Alegre (RS) terminou com vantagem dos gaúchos, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (14).

“Não foi o jogo que queríamos, não jogamos tão bem”, disse o camisa 5. “Ainda faltam 90 minutos, não tem nada resolvido. Somos muito fortes dentro de casa e acreditamos que o torcedor vai comparecer para nos ajudar”, completou o jogador.

O volante acredita que a equipe teve bons momentos no jogo, mas não conseguiu ser efetiva. “Jogamos sob pressão, como estamos acostumados. Saímos para o jogo, tivemos posse de bola e conseguimos chegar no último terço. Talvez a última escolha não foi a melhor hoje, mas temos que ressaltar a luta e entrega de todos. Agora, é olhar para a frente”, falou.

Mesmo diante de uma desvantagem de dois gols, Wellington confia em uma reviravolta dentro do Joaquim Américo. “Para o Furacão, nunca foi fácil. Agora, vamos buscar a vitória dentro de casa”, finalizou.

Comentários

JOSE LUIZ TOLENTINO
1 mês

Excluir
Sendo realistas. O resultado de ontem faz o jogo de volta muita mais fácil para o adversário, mas sabemos que o Athlético joga muito mais do que jogou ontem. Algumas peças estiveram abaixo do ideal, por vários motivos. Acredito na classificação. É possível, é viável, é real. Basta jogarmos com força, intensidade, inteligência, paixão. Para encerrar repito a frase de Lucho Gonzales nos vestiários na decisão da Sul-America; "final não se joga, se ganha". SRN