Resumo do jogo

Furacão joga bem e vence o Bahia fora de casa

BAH 1
Brasileirão 2019
Rodada 23
2 CAP

O Athletico Paranaense fez uma grande partida e derrotou o Bahia na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. Marcelo Cirino e Léo Cittadini marcaram para o Furacão, que venceu por 2 a 1.

O próximo compromisso da equipe athleticana é na próxima quinta-feira (10), novamente fora de casa. O adversário será o Corinthians, em São Paulo (SP).

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

O jogo na Fonte Nova começou num ritmo muito intenso, com ambas as equipes chegando rápido ao ataque, embora nenhuma grande chance tenha surgido antes dos dez minutos. De relevante, apenas a saída de Nikão, contundido, logo aos sete minutos. Ele sentiu o joelho após uma entrada dura no meio campo.

Aos 11 minutos, Cittadini ajeitou para Lucho, que dominou e emendou uma bomba de fora da área. A bola passou muito perto do gol de Douglas, mas saiu.

O time da casa finalizou a gol pela primeira vez aos 24 minutos. Gilberto chutou, mas Santos fez firme defesa.

A resposta veio também de cabeça. Thonny aproveitou o cruzamento de Márcio Azevedo e desviou de cabeça. Douglas defendeu, aos 28’.

O Bahia acertou a trave aos 34’, com Gilberto, que escorou de cabeça um cruzamento pelo lado direito.

Marcelo e Cittadini marcam e ditam o ritmo da vitória

O segundo tempo não mudou a intensidade do jogo. Quem criou a primeira boa chance foi o time da casa, com Gilberto, que novamente acertou a trave, aos dez minutos.

Só que, como diria o ditado, quem não faz, leva. E, no minuto seguinte, o Furacão abriu o placar. Azevedo cobrou escanteio pelo lado esquerdo, Thonny Anderson desviou na primeira trave e Marcelo tocou de cabeça para abrir o placar!

A resposta do Bahia veio aos 16 minutos. Lucca cobrou falta da entrada da área e Santos fez a defesa. Na sobra, Nino Paraíba mandou na trave.

E quando o Bahia partiu para cima em busca do empate, quem marcou foi novamente o Rubro-Negro, aos 19’. E foi num lindo contra-ataque. Thonny Anderson foi lançado, avançou, viu Cittadini pedindo bola na área e fez o cruzamento. O camisa 18 desviou na primeira trave, sem chances para Douglas. 2 a 0!

Aos 31 minutos, Fernandão aproveitou cruzamento da direita e diminuiu o placar. 2 a 1.

Dois minutos depois, Cittadini colocou Douglas para trabalhar. Ele pegou a sobra de um cruzamento e mandou uma bola com muito veneno. O goleiro mandou para escanteio.

Douglas fez milagre em chute de Rony, aos 39’. Erick roubou a bola da defesa e o camisa 7 chutou rasteiro. O camisa 1 mandou para escanteio, numa grande defesa!

Já nos acréscimos, Rony cruzou e a bola tocou no braço de Nino Paraíba. A arbitragem, mesmo após checagem do VAR, mandou seguir.

Mas a jogada não interferiu no resultado final, já que o Furacão venceu o Bahia pelo placar de 2 a 1.

Ficha técnica: Bahia 1×2 Athletico Paranaense
Campeonato Brasileiro: 23ª rodada
Data: 05/10/2019 [sábado]
Horário: 19h

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Flávio (Fernandão, aos 22’ do 2ºT), Gregore e Guerra (Lucca, aos 13’ do 2ºT); Arthur (Arthur Caique, aos 28’ do 2ºT), Élber e Gilberto.
Técnico: Roger Machado
Gol: Fernandão, aos 31’ do 2º tempo.
Cartão amarelo: Guerra, Fernandão

Athletico Paranaense: Santos; Madson, Thiago Heleno (Adriano, aos 24’ do 2ºT), Léo Pereira e Márcio Azevedo; Lucho González (Erick, aos 33’ do 2ºT) e Bruno Guimarães; Nikão (Thonny Anderson, aos 7’ do 1ºT), Léo Cittadini e Rony; Marcelo.
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Marcelo, aos 11’ do 2º tempo; Léo Cittadini, aos 19’ do 2º tempo.
Cartão amarelo: Bruno Guimarães, Madson, Adriano

BAH CAP
13
Finalizações
13
9
Faltas
13
4
Escanteios
4
2
Impedimentos
1
4
Finalizações no Gol
5
0
Roubadas de Bola
0
43% Posse 57%
4-2-3-1
10
Marcelo Cirino
7
Rony
18
Léo Cittadini
11
Nikão
39
Bruno Guimarães
3
Lucho González
6
Márcio Azevedo
4
Léo Pereira
44
Thiago Heleno
23
Madson
1
Santos
  • Léo
  • Wellington
  • Tomás Andrade
  • Khellven
  • Abner Vinicius
  • Braian Romero
  • Adriano
  • Erick
  • Vitinho
  • Pedrinho
  • Thonny Anderson
  • Everton Felipe
  • Técnico
  • Tiago Nunes

Arbitragem

Árbitro:

Raphael Claus (FIFA-SP)

Auxiliares:

Neuza Ines Back (FIFA-SP)

Anderson José de Moraes Coelho (SP)

Quarto árbitro:

Público e Renda

Total:

38.096

Pagante:

38.571

Renda:

R$ 739.395,00