Resumo do jogo

VAR é decisivo de novo e Athletico empata com o Vasco no Rio

VAS 1
Brasileirão 2019
Rodada 20
1 CAP

Mais uma vez, uma decisão equivocada de arbitragem, mesmo com o VAR, tirou uma vitória fora de casa das mãos do Athletico. Neste domingo (22), no Rio de Janeiro, os campeões da Copa do Brasil empataram em 1 a 1 com o Vasco da Gama, pela 20ª rodada do Brasileirão.

O gol do adversário saiu de um pênalti marcado com a ajuda do árbitro de vídeo. O árbitro Anderson Daronco marcou toque de mão de Rony, mesmo com a imagem mostrando claramente que o atacante do Furacão recolhe o braço para junto do corpo.

Com o resultado, o Athletico chega a 27 pontos na classificação. O Rubro-Negro volta aos gramados na próxima quinta-feira (26), às 21h30, para enfrentar o Fortaleza, no Estádio Joaquim Américo.

Veja os melhores momentos do jogo

O Jogo

Com mais posse de bola ao longo do primeiro tempo, o Athletico também teve as melhores oportunidades de gol. Marco Ruben abria espaços na defesa vascaína e, aos 29’, tentou um belo passe para Léo Cittadini, que por pouco não alcançou.

Quando o Vasco conseguia chegar ao ataque, Santos aparecia sempre seguro. Mas era o Furacão quem atacava mais.

Aos 33’, Marco Ruben tentou de voleio. Aos 35’, foi a vez de Rony arriscar uma bicicleta.

Aos 43’, Wellington deu um lindo passe para Rony, que ficou na cara do gol. O goleiro conseguiu a defesa, mas o bandeira já anotava impedimento.

Segundo tempo

A segunda etapa começou com o Furacão ainda melhor e mais eficiente.

Logo aos 3’, Abner Vinicius bateu falta pela direita e colocou na cabeça de Madson, que mandou pra a rede! 1 a 0 para o Furacão!

Mesmo na frente, o Rubro-Negro continuou encurralando o adversário. Aos 10’, Léo Citadinni viu o goleiro adiantado e arriscou de longe, por cobertura. Fernando Miguel se esticou todo e conseguiu a defesa com a ponta dos dedos! Aos 11’, Rony mandou uma bomba da entrada da área e a bola passou raspando a trave!

O bombardeio do Furacão não parava. Aos 12’, Cittadini apareceu pela esquerda e bateu cruzado. Braian Romero quase chegou de carrinho. Aos 13’, Bruno Guimarães encontrou Rony na área, que tocou para fora, já com impedimento anotado.

Sem conseguir ameaçar o Athletico, o Vasco contou com a interferência da arbitragem para empatar o jogo. Aos 20’, Danilo Barcellos bateu falta e a bola desviou em Rony, na barreira.

O atacante do Furacão estava se virando, recolhendo o braço para junto do corpo. A imagem mostrou com clareza, mas o juiz mesmo assim marcou pênalti. Danilo Barcellos bateu e Santos chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol: 1 a 1.

Mesmo com o golpe do gol, o Athletico tentou manter a pressão. Aos 34’, Everton Felipe cruzou da esquerda e Madson quase conseguiu desviar de cabeça!

Mas o Vasco ganhou novo ânimo e passou a pressionar, mas Santos não deixava nada passar.

Aos 41’, o time da casa chegou a balançar as redes. Mas, desta vez, Daronco decidiu confirmar o que a imagem mostrou: falta no goleiro athleticano

Ficha técnica: Athletico Paranaense 1×1 Vasco da Gama
Campeonato Brasileiro 2019: 20ª rodada
Data: 22/09/2019 [domingo]
Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Horário: 16h

Vasco da Gama: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Richard, Raul e Marcos Júnior (Andrey – intervalo); Rossi (Marrony, aos 19’ do segundo tempo), Ribamar (Clayton, aos 36’ do 2º tempo) e Talles Magno
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Gol: Danilo Barcelos, aos 23’ do segundo tempo
Cartões amarelos: Yago Pukachu, Richard, Oswaldo Henríquez

Athletico Paranaense: Santos; Madson, Pedro Henrique (Lucas Halter, aos 31’ do 2º tempo), Léo Pereira e Abner Vinicius; Wellington; Braian Romero, Bruno Guimarães, Léo Cittadini (Everton Felipe, aos 28’ do 2º tempo) e Rony; Marco Ruben (Thonny Anderson, aos 38’ do 2º tempo)
Técnico: Tiago Nunes
Gols: Madson, aos 3’ do 2º tempo
Cartões amarelos: Léo Pereira, Wellington, Rony

VAS CAP
21
Finalizações
12
5
Faltas
8
2
Escanteios
1
1
Impedimentos
4
7
Finalizações no Gol
8
0
Roubadas de Bola
0
47% Posse 53%
4-1-4-1
9
Marco Ruben
7
Rony
18
Léo Cittadini
39
Bruno Guimarães
17
Braian Romero
5
Wellington
16
Abner Vinicius
4
Léo Pereira
34
Pedro Henrique
23
Madson
1
Santos
  • Léo
  • Lucho González
  • Tomás Andrade
  • Khellven
  • Matheus Rossetto
  • Erick
  • Vitinho
  • Abner Felipe
  • Lucas Halter
  • Thonny Anderson
  • Everton Felipe
  • Técnico
  • Tiago Nunes

Arbitragem

Árbitro:

Anderson Daronco (FIFA-RS)

Auxiliares:

Rafael da Silva Alves (RS)

Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)

Quarto árbitro:

Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ)

Público e Renda

Total:

17.427

Pagante:

16.529

Renda:

R$ 600.922,00